Como encontrar bons fornecedores

Como encontrar bons fornecedores? Veja como garantir a qualidade dos produtos

Saber como encontrar bons fornecedores é muito importante pra quem atua no varejo. As empresas mais competitivas no setor em que atuamos têm redes de parceiros estruturadas e envolvidas nos objetivos estratégicos, especialmente em proporcionar uma melhor experiência para os consumidores.

Bons fornecedores trabalham pra fortalecer os seus clientes no mercado, pois sabem que é isso que garante o sucesso deles. Entenda e aproveite pra aumentar as suas vendas!

A importância de encontrar bons fornecedores

Vivemos um momento de profundas transformações, com cada vez mais recursos digitais. Eles têm o efeito de facilitar as nossas vidas e permitem acesso à distância a quase tudo — como se o mercado fosse uma grande loja virtual

Essa digitalização tem um efeito claro de aproximar as fronteiras entre as pessoas e as empresas, pra acelerar processos, fortalecer relacionamentos, personalizar experiências e melhorar a produtividade. 

Algumas empresas já se destacam ao formar parcerias cheias de sinergia, com muita integração e troca de informações. Em um ambiente tão dinâmico e desafiador como o que a gente acabou de escrever, os fornecedores têm papel muito importante. Eles também têm se aproximado e se envolvido mais com a operação dos seus clientes e é fácil entender o motivo.

Uma indústria que forneça um produto que você vai comprar pra vender no Marketplace do Magalu, por exemplo, estabelece políticas de prazo, qualidade e preço do produto, que vão influenciar a experiência dos nossos clientes. 

Quanto maior a sinergia entre todos os integrantes da cadeia produtiva, nesse caso, a indústria, a sua empresa e o Magalu, melhor o resultado para o consumidor. É por isso que a gestão de fornecedores está se tornando cada vez mais importante para as empresas de varejo. Vamos entender melhor o que a gente pode fazer pra encontrar os fornecedores ideais.

As nossas 9 dicas de como encontrar bons fornecedores

Depois dessa introdução, temos algumas informações pra refletir sobre como identificar aqueles fornecedores em melhores condições de te ajudar a entregar produtos e serviços competitivos. Acompanhe e entenda!

1. Estabeleça critérios

A melhor forma de identificar quem são os fornecedores ideais é a partir de critérios que são importantes pra você. Se você precisa manter os estoques muito altos e quer diminuir os efeitos disso, por exemplo, o tempo de entrega do fornecedor e os prazos de pagamento que ele oferece podem contribuir.

Do mesmo modo, se você trabalha com itens que exigem constantes consultas sobre o funcionamento, como alguns eletrônicos cheios de tecnologia, o suporte oferecido ao cliente final pode ser um grande diferencial competitivo.

2. Pesquise continuamente

Com sua lista de critérios a considerar, você pode fazer uma pesquisa no mercado, buscando identificar os fornecedores disponíveis. O ideal é fazer isso periodicamente, pois o mercado muda o tempo todo.

Isso permite que você crie uma rede de fornecedores maior e mais estruturada, favorecendo o seu poder de barganha e, principalmente, aumentando as suas opções de compras.

3. Considere a totalidade da oferta

Um bom fornecedor não é aquele que tem apenas o melhor preço ou o maior prazo, por exemplo, mas o que oferece um conjunto de benefícios mais vantajoso. Por isso, você precisa considerar cada detalhe, como as formas de pagamento e os prazos de entrega, além da qualidade — do atendimento, dos produtos e dos serviços.

4. Prefira os fornecedores locais

Com fornecedores locais os prazos de entrega, de atendimento e pra solução de eventuais problemas ficam mais curtos. Como os deslocamentos são menores, os custos também diminuem.

Mas atenção! Preferência por fornecedores locais não significa desconsiderar os mais distantes. Isso quer dizer que ninguém precisa se proibir de contratar um fornecedor de regiões mais afastadas, apenas que isso deve ser considerado como um critério em análises comparativas.

A importância de cada um desses fatores que mencionamos muda de acordo com as particularidades do seu negócio. Por exemplo, no caso do fornecedor de um produto que você compra apenas de vez em quando, a rapidez da entrega tem menos importância, especialmente se puder programar os pedidos.

Se o preço de um fornecedor distante compensar, ou a qualidade for muito melhor, permitindo que você ofereça uma condição mais atrativa para o seu cliente, o problema da distância pode deixar de ter relevância.

Mas se um fornecedor local puder oferecer as mesmas condições, você não precisa ter dúvidas de que vale a pena dar prioridade a ele. 

5. Relacione-se com o mercado

Eventos e atividades, como feiras do seu setor de atuação, são excelentes oportunidades pra conhecer novos fornecedores e iniciar um relacionamento. Atualmente, muitos desses eventos são realizados online e os seus parceiros também estão nas redes sociais, o que facilita muito os contatos e interações. 

6. Confirme as condições e a estrutura

A saúde financeira e a capacidade de distribuição são ótimos exemplos de condições que precisam ser avaliadas. Um fornecedor com problemas de caixa, dívidas e restrições, pode não conseguir cumprir prazos e contratos, por exemplo.

Mas atenção novamente! Essa análise não envolve apenas a estrutura física e financeira — a equipe também é fundamental. Uma empresa com capacidade de manter talentos em seu time vai ter mais facilidade em resolver eventuais problemas, se adaptar e aprimorar.

7. Busque referências

Por mais que a gente investigue e avalie, nada como ouvir quem conhece o fornecedor e o atendimento que ele oferece. Por isso, busque referências, depoimentos e relatos dos clientes atuais do fornecedor.

Os sites de reclamação e as avaliações nas páginas das redes sociais também são ótimas pistas. Nessa pesquisa, você dificilmente vai encontrar uma empresa sem nenhuma avaliação negativa, mas isso não é, na verdade, um ponto negativo.

O mais importante é saber como o fornecedor trata e resolve os problemas e evitar os que acumulam um percentual mais alto de reclamações.

8. Faça testes reais

Outra forma excelente de confirmar a avaliação de um fornecedor é experimentando, certo? Por isso, outra dica que a gente tem certeza de que vai te ajudar é a de estabelecer passos de aprovação.

Depois da seleção, você pode começar com pequenos pedidos. Assim, qualquer erro de avaliação vai ser checado na prática e, se o fornecedor corresponder às suas expectativas, você pode aprofundar o relacionamento. 

9. Trabalhe a gestão de fornecedores

Da mesma forma que é feita a gestão da logística e das vendas, é preciso agir com relação aos fornecedores. Isso inclui elaborar processos e critérios de aprovação, além de um método de acompanhamento.

Estabeleça indicadores comparativos, como quantidade de pendências, prazos de solução, tempo médio de entrega e erros de envio, pra avaliar continuamente o desempenho dos seus fornecedores. Isso permite trocar feedbacks objetivos com eles e combinar ações pra melhorar cada vez mais. 

Agora que você já sabe como encontrar bons fornecedores, o próximo passo é praticar. Quanto mais se dedicar a essa atividade, maiores as chances de contar com os parceiros ideais, fazer boas negociações e alcançar resultados melhores.

Aproveite e compartilhe este post em suas redes sociais. Estimule que as pessoas se manifestem sobre ele, pra ouvir outras opiniões.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa