Como fazer um fluxo de caixa

Como fazer um fluxo de caixa para sua loja?

Se você já tem uma loja, isso significa que, além do atendimento ao cliente, lida diariamente com a entrada e saída de dinheiro do seu negócio. Mas será que também está por dentro da melhor maneira de gerir essa movimentação financeira? A pergunta é importante, já que boa parte dos empresários desconhece o passo a passo sobre como fazer um fluxo de caixa adequado.

Sim, existem boas práticas que facilitam bastante a sua vida na hora de cuidar das finanças da sua empresa. Elas garantem maior fluidez à gestão da loja, o que contribui pra manutenção de um operacional diário consideravelmente tranquilo.

Então, que tal descobrir como fazer um fluxo de caixa de um jeito realmente profissional? Veja todos os detalhes relacionados ao assunto agora mesmo!

Qual a importância do fluxo de caixa para a loja?

Comentar a relevância do fluxo de caixa ajuda a relembrar por que todo proprietário de loja deveria dar mais atenção a ele. Pensando nisso, convém falar um pouco a respeito do que o bom gerenciamento financeiro pode fazer pelo seu negócio. Confira alguns benefícios logo abaixo!

Maior controle das finanças

Independentemente do porte da sua loja, ela exige uma administração pautada em bons mecanismos de controle. Acredite: não há espaço pra achismos no marketplace.

Para que seu negócio se mantenha de pé até nos piores momentos do mercado financeiro, é preciso saber exatamente o quanto ele deve e qual o montante ainda a receber. Soma-se a isso o registro das fontes desses recursos.

Redução de custos

Quando você sabe de onde vem e aonde vai o dinheiro que circula pela empresa, fica mais fácil estabelecer uma política efetiva de custos. Afinal, o monitoramento financeiro ajuda a identificar as despesas ligadas ao negócio.

De posse dos dados certos, basta analisar detalhadamente como economizar recursos sem colocar a operação da loja em risco. Ao optar por uma loja virtual, por exemplo, você reduz certos itens da folha de despesas, como aluguel de espaço físico, energia elétrica etc.

Para adaptar os custos a essa nova realidade, a realização de um gerenciamento financeiro efetivo é fundamental. Afinal, você começa a gastar somente o necessário pra fazer sua loja crescer no marketplace.

Aprimoramento da tomada de decisões

Todos nós somos tomados por incertezas diante de determinadas situações. Na condução de uma loja, essa sensação não só não é diferente, como tende a se manifestar nos mais variados departamentos do negócio.

Em se tratando da parte financeira, que é um pilar de qualquer empreendimento, saber como, quanto e quando investir é uma dúvida frequente. A fim de que as escolhas sejam as mais acertadas possíveis, você precisa pautá-las em um conjunto de informações sólidas.

Esses dados, por sua vez, são geradas por meio do acompanhamento regular do fluxo de caixa. Assim, você tomará suas decisões com base em relatórios financeiros precisos que abrangem o passado e o presente. Isso é muito importante na hora de elaborar um bom planejamento.

Como você poderia investir com a consciência tranquila, sem ter uma visibilidade sobre as fontes de receita futura? Aprender a lidar com a movimentação financeira da loja também permite que você tenha mais previsibilidade sobre suas operações, o que dá mais segurança para a gestão da sua loja no marketplace.

Como fazer um fluxo de caixa?

As vantagens exibidas acima são, inegavelmente, o sonho de consumo de qualquer lojista. Resta apenas saber como transformar isso em realidade, algo que explicaremos a partir de agora.

Confirme o saldo em caixa

Muita gente ignora esse ponto, mas é tão essencial como os demais apresentados aqui. Para ter ciência exata desse saldo, desconte os custos previstos até o término do período de análise.

Evite fazer contas de cabeça pra tentar adivinhar o quanto restará ao fim do mês. É mais recomendado que você avalie os aspectos envolvidos nos mínimos detalhes.

Atualize a lista de despesas

Se o intuito é ser um lojista bem-sucedido em seu nicho de atuação, você deve se acostumar a atualizar a lista de custos constantemente. Além disso, também é necessário classificá-los como fixos e variáveis.

Lembre-se que custo fixo é aquele que sofre pouca ou nenhuma variação, além de ocorrer em intervalos regulares, como acontece com as mensalidades de serviços. No caso de uma loja virtual, bons exemplos são:

  • serviços da plataforma de e-commerce;
  • programa de gestão contábil;
  • sistema de pagamento.

Já os custos variáveis estão associados à aquisição de produtos pra revenda, serviço de entregas (envolve o cálculo de diferentes fretes de produtos), tarifas geradas pelo sistema de confirmação de pagamento etc.

Mantenha as contas a receber no radar

Esse é um dos itens mais determinantes para o sucesso de qualquer empresa, principalmente aquelas que atuam no varejo, como é o seu caso, correto? Com o propósito de preservar a saúde financeira do seu negócio ao máximo, você precisa não só conferir o que falta receber, mas quanto tempo vai levar.

Muitas vezes, o lojista flexibiliza as alternativas de pagamento no marketplace, mas se esquece de monitorar os prazos para recebimento. Nunca é demais salientar que o intervalo entre os pagamentos dos consumidores e o acerto com os fornecedores deve ser muito equilibrado.

Caso um número elevado de contas a receber atrase devido ao aumento da inadimplência dos clientes, por exemplo, a harmonia financeira pode ser abalada. Daí a importância de efetuar um diagnóstico financeiro contínuo, além de revisar o planejamento para o próximo período.

A partir do momento que aperfeiçoa a gestão financeira e evita os erros de quem vende no marketplace, você consegue fortalecer as estruturas do seu negócio. Assim, tem mais chances de construir uma reputação inabalável no mercado e, consequentemente, conquistar muitos clientes.

O início dessa história de sucesso parte do aprendizado sobre como fazer um fluxo de caixa moderno, fluido e eficaz. Depois, basta incorporar outras medidas igualmente impactantes, como os cuidados associados à própria experiência de compra e à precificação apropriada de produtos.

Quer saber mais sobre esses e muitos outros temas relacionados à gestão da sua loja no marketplace? Siga a gente no Instagram e YouTube!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa