Early adopters

Early adopters: como se aproximar desse público?

Os early adopters já fizeram parte do sucesso de muitas marcas no mundo. O termo foi criado pelo sociólogo e teórico Everett Rogers, conhecido por sua teoria sobre a difusão da inovação. 

Lançar uma inovação no mercado pode parecer fácil, mas muitas dessas iniciativas começam gerando resistência, pois mexem com os hábitos das pessoas. Por isso, os consumidores podem se sentir mais confortáveis adiando a compra de algo novo, que ainda não conhecem e não sabem se vai funcionar como o esperado.

Mas os early adopters não pensam assim e ajudam a desbravar novas oportunidades, desde que a gente saiba como lidar com eles. Quer descobrir como? Mais do que isso, quer entender como isso pode ajudar a sua loja no marketplace? Acompanhe!

Quem são os early adopters?

A tradução literal do termo early adopters é adotantes iniciais, mas fica mais fácil pra entender o significado se traduzirmos por “primeiros usuários”, o que dá uma boa pista sobre a importância e o significado do conceito para os negócios. 

Basicamente, ele serve pra descrever as pessoas mais abertas e interessadas nas inovações, como aquelas que esperam desde a madrugada na fila quando sabem que a mais recente versão do produto que elas gostam vai ser lançada.

Elas aguardam ansiosas pelas novidades e gostam de ser as primeiras a ter acesso às novas tecnologias. Assim, os usuários iniciais ajudam no lançamento e no desenvolvimento de produtos.

Mas atenção! Inovar não é simplesmente criar algo, o que é mais certo chamarmos de invenção. Inovação é quando conseguimos colocar essa invenção no mercado, quando ela conquista e encanta as pessoas.

Além disso, a inovação não se refere apenas ao último lançamento do smartphone da sua marca preferida. Também é possível inovar no serviço prestado, na forma de pagamento, no modelo de negócios e assim por diante. Quer um exemplo? A Liquidação Fantástica.

Ou seja, qualquer mudança que você faz será mais bem aceita por um grupo de clientes, os early adopters, do que outros, os retardatários, ou a maioria tardia. Por que maioria? Porque eles são em maior número, o que nos leva para uma reflexão sobre a importância dos early adopters, que você já vai entender.

Qual é a importância desse grupo de consumidores para os negócios?

Os early adopters formam um grupo engajado e interessado. Eles estão dispostos a testar novos produtos e formas de compra, transmitem feedbacks e publicam depoimentos, que podem ajudar a convencer outras pessoas.

Boas ideias tendem a conquistar facilmente os early adopters, mas pra que elas tenham sucesso, transformando-se em inovações consistentes, elas precisam conquistar a maioria dos consumidores, que costuma ser mais resistente às novidades.

Por isso, o grande desafio é alcançar e conquistar esse grande grupo, o que depende diretamente de uma abordagem bem-sucedida dos early adopters, aproveitando as opiniões deles pra melhorar. Isso permite se adaptar ao máximo pra atender às necessidades e preferências do cliente, pois esse esforço vai ajudar com os retardatários.

Ou seja, ao mesmo tempo que oferecem a possibilidade de um retorno de vendas imediato, os early adopters ajudam a preparar o crescimento do negócio, pois podem ser usados como um grupo de teste, que pode avaliar, deixar depoimentos e indicar outros clientes.

Como encontrar e se aproximar dos early adopters?

Os early adopters costumam estar sempre atentos às novidades do mercado, mas pra abordá-los eficientemente é preciso ter um tratamento diferenciado. Eles precisam se sentir privilegiados e valorizados.

Eles gostam de saber que a participação deles é importante e que a empresa reconhece e valoriza essa importância, como forma de desenvolver suas atividades, levantar informações, opiniões e sugestões. Então, siga as dicas abaixo para encantar os clientes early adopters.

Apresente a empresa como inovadora

A primeira grande certeza que podemos ter com os early adopters é que eles adoram inovação, certo? Sendo assim, é mais do que lógico demonstrar que a empresa é inovadora. Do modelo do site até o visual das postagens nas redes sociais, cada detalhe pode fazer com que a empresa pareça mais tradicional ou moderna.

Desse ponto de vista, é preciso fazer com que a empresa pareça inovadora, mas considerando que os early adopters gostam de autenticidade, ou seja, parecer não basta. Assim, lembre sempre que, pra ser inovadora, a empresa não precisa de grandes invenções, como faz a SpaceX, conhecida pelo seu projeto de colonizar Marte. A inovação pode estar em pequenos detalhes, novos serviços, canais, pós-vendas e entrega.

Encontre os espaços que eles gostam

Mas não adianta a empresa ser inovadora se ela não for vista pelos early adopters. Por isso, é fundamental aparecer nos ambientes que eles gostam de frequentar, como grupos e fóruns que discutem tecnologia.

Encontrar esses canais e ambientes, desenvolvendo um tipo de comunicação focada neles, vai facilitar a criação de um relacionamento da marca com esses consumidores.

Crie embaixadores da marca

Os early adopters se sentem contentes quando recebem o status de representantes, pois são reconhecidos por sua capacidade de formar opinião e dividir experiências. Quando sugerimos a criação de embaixadores da marca, isso não significa que você precisa criar um programa formal e dar posse aos clientes mais engajados.

O importante é dar a oportunidade e estimular esses consumidores a trocar informações, se manifestar, classificar e divulgar suas experiências.

Busque opiniões

Já mencionamos que os early adopters ajudam a melhorar produtos e serviços com suas opiniões, mas precisamos reforçar alguns aspectos importantes sobre isso. Uma ideia central é que lançamentos precisam ser testados no mercado. 

Muitos grandes sucessos foram idealizados para funções e públicos diferentes do que o que foi realizado na prática. O Mustang, por exemplo, foi pensado para os jovens, mas desde o início atraiu os mais velhos.

A plataforma Uber foi elaborada como um recurso de compartilhamento, pra que as pessoas trocassem carona, mas acabou como um meio de sustento pra muitas pessoas. Conhecer os early adopters e ouvir o que eles têm a dizer sobre a solução que você oferece pode gerar pistas importantes. 

Use o marketplace

Identificar produtos inovadores e disponibilizá-los para os early adopters antes de outras empresas pode ser uma ótima forma de se diferenciar no marketplace e escalar as vendas. Os períodos iniciais de lançamento de produtos atingem menos consumidores, mas o de empresas concorrentes também.

Por todo o engajamento dos early adopters, vale a pena acompanhar essas oportunidades, não só pelas vendas imediatas, mas também pela possibilidade de criar relacionamentos e fortalecer a sua marca.

Ofereça segurança

Não é porque os early adopters se entusiasmam com inovações que eles vão se arriscar em propostas duvidosas. Demonstrar que vale a pena experimentar sua oferta continua sendo importante.

Como eles são os primeiros a comprar, é possível que dados sobre o uso e depoimentos de outros consumidores ainda não estejam disponíveis, mas é importante coletar e usar essas informações e o que mais puder garantir segurança na compra, assim que elas forem levantadas.

Por fim, não esqueça de desenvolver uma boa estratégia de comunicação, usando e-mail marketing, publicidade em redes sociais e envio de mensagens pelo WhatsApp direcionadas aos early adopters. Afinal, novidades precisam ser conhecidas antes de serem aceitas. 

Pensando nisso, quer uma dica objetiva sobre como inovar? Confira como usar a transformação digital e a satisfação do cliente a seu favor.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa