Como ter uma loja virtual com controle de estoque?

Usar a internet pra expor os seus produtos é uma oportunidade pra aumentar as vendas e fazer o seu negócio decolar. No entanto, apesar de a prateleira ser online, é bom lembrar que os produtos são físicos. É por isso que é importante ter uma loja virtual com controle de estoque.

Esse cuidado é necessário pra não perder oportunidade de vendas ou pior: vender itens indisponíveis. Isso pode resultar em atraso nas entregas, cancelamento de pedidos e ainda arruinar a reputação do seu negócio. E você não quer isso, certo?

Então continue a leitura e saiba como controlar o estoque da sua loja virtual, seja no próprio negócio, seja em marketplace!

Como funciona o controle de estoque de uma loja virtual?

Quando o controle é manual, você precisa dar baixa nos produtos vendidos assim que a plataforma confirma o pagamento do pedido. Mas também existe a opção de controle automatizado. Nesse caso, o próprio sistema registra a saída assim que uma compra é efetuada.

É bom esclarecer que nem sempre um comércio virtual precisa ter produtos a pronta entrega, como geralmente acontece com as lojas físicas. Afinal de contas, já existem modelos de estoques terceirizados, em que a mercadoria fica no depósito do fornecedor. Daí o pedido só é feito depois que o cliente efetua uma compra.

Como funciona o controle de estoque em um marketplace?

Como o volume de vendas nos marketplaces, como no caso do Magalu, costuma ser maior, esses espaços contam com plataformas de integração (hub) pra unificar informações e aumentar a precisão da contagem de mercadorias. Ao contratar a ferramenta, o controle fica mais prático e rápido.

Assim, dá pra evitar os erros comuns das operações manuais, como a venda de produtos esgotados. Mas não significa que o risco é zero, viu? O cuidado precisa ser redobrado, principalmente se você opera em vários canais de vendas ao mesmo tempo.

Como otimizar as operações pra ter uma loja virtual com controle de estoque?

Antes de mais nada, é bom deixar claro que um espaço de armazenamento adequado também faz parte da gestão de estoque. Se os produtos ficarem perdidos no depósito ou estragarem por causa das más condições de acondicionamento, a sua loja perde vendas de qualquer jeito, né? Portanto, tem que cuidar disso!

A organização também merece atenção especial porque agiliza o processo de separação e garante que nada se perca no meio de tanta mercadoria. Produtos de alto giro, por exemplo, precisam estar em locais de fácil acesso.

Dito isto, agora vamos dar mais algumas dicas legais pra melhorar o controle de estoque da sua loja virtual. Acompanhe.

Registre todas as entradas e saídas

Sempre que o fornecedor faz uma entrega no seu galpão de armazenagem, é necessário registrar isso como entrada no estoque. Confira antes se a quantidade descrita na nota fiscal de compra é a mesma que chegou, e anote na sua ferramenta de controle.

Quando o produto for vendido, ele precisa ser apontado como saída. E tem que fazer isso em tempo real, fechado? Isso é pra evitar que as mercadorias que você não tem mais permaneçam disponíveis na loja virtual.

E mais: tem que dar baixa também nos produtos vencidos ou que estragaram por qualquer motivo. Como eles são inapropriados pra venda, não podem ser contabilizados como itens disponíveis.

Faça inventários 

Imagine só: você vende um produto — e seus registros indicam que ainda existe uma unidade em estoque —, mas na hora de separar o pedido não consegue encontrar a mercadoria de jeito nenhum. Situação chata e até desesperadora, não é mesmo?

É por isso que é legal conferir se você realmente tem os itens que os seus registros apontam. O inventário é uma espécie de lista que mostra a quantidade exata e quais são os itens que estão no seu estoque

Uma boa dica pra fazer essa checagem frequente é implementar o modelo de inventário rotativo. Nesse caso, todos os dias alguns produtos são “sorteados” pra serem contados.

Se a quantidade disponível na prateleira não for a mesma descrita na sua ferramenta de controle, é necessário investigar o que aconteceu. A divergência pode acontecer porque você esqueceu de dar alguma baixa, fez algum despacho errado, entre outros problemas menos comuns.

Utilize ferramentas de controle de estoque

Como já falamos lá em cima, você pode muito bem fazer o controle manual. Mesmo assim, existem algumas metodologias legais pra administrar o estoque.

Se você puder investir em tecnologia é melhor ainda. Este é um gasto insignificante se comparado aos ganhos em eficiência e até em produtividade. Veja, a seguir, algumas ferramentas interessantes pra gerenciar esse processo.

ERP

Essa é a sigla pra “Enterprise Resource Planning”, traduzindo pra o português seria algo como “Planejamento de Recursos Empresariais”. Na prática, o ERP é um sistema de gestão que permite fazer a administração de vendas, finanças, contabilidade, estoque e por aí vai. É um software útil pra controlar todos os aspectos do negócio!

Com todas as informações em um único lugar, é possível identificar tendências e dimensionar o estoque de maneira mais eficiente. Além disso, dá pra configurar alertas sobre risco de falta de alguma mercadoria. Você calcula qual é a quantidade mínima e se atingir esse patamar, a plataforma avisa que já está na hora de fazer outro pedido.

PEPS

Os produtos que entraram primeiro no estoque devem ser prioridade na hora da venda. Essa é ideia central da metodologia PEPS — “Primeiro a Entrar é o Primeiro a Sair”. Isso evita que produtos fiquem velhos no galpão de armazenagem até perderem a validade ou ficarem impróprios pra venda.

JIT

Essa é uma estratégia interessante pra reduzir o capital de giro da empresa. A metodologia JIT — “Just in Time”, em português, “no momento certo” — sugere que você mantenha apenas uma quantidade mínima de produtos pra atender à demanda de um curto período.

Isso aumenta a rotatividade de produtos no estoque e até reduz a necessidade de espaço de armazenamento. Mas tem que dimensionar essa quantidade direitinho e considerar os prazos de entrega definidos pelos fornecedores, combinado? Assim, você faz os pedidos antes de faltar.

Planeje promoções

Ter um grande estoque parado nunca é bom. Afinal de contas, é um capital estagnado que pode demorar pra gerar lucros. Sem contar no espaço de armazenamento que os produtos velhos ocupam.

Então, pra fazer esse estoque virar dinheiro de novo e liberar espaço nas prateleiras para produtos novos e mais rentáveis, é interessante planejar promoções. Geralmente, o aumento no volume de vendas costuma compensar a redução no preço dos produtos.

Mas, olha, é bom ter cuidado pra não entrar em uma guerra com a concorrência. Tem que fazer os cálculos direitinho pra saber até onde você pode chegar sem ficar no prejuízo.

Ter uma loja virtual com controle de estoque é super possível. Basta registrar todas as movimentações e ficar de olho nas perdas. E investir também nas vendas em um marketplace é uma ótima ideia, viu? Os processos nesse tipo de plataforma são mais controlados e práticos. Vale a pena conhecer as condições e contar com um bom parceiro!

Gostou da ideia e quer saber como funciona o Magalu Marketplace? Então entre em contato com a gente e saiba como cadastrar a sua loja em nosso espaço de vendas!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa