M-commerce

M-commerce: o que é e por que se adaptar ao comércio mobile

Você já ouviu falar em m-commerce? Quando falamos em vendas online, logo pensamos nas principais lojas virtuais e grandes marketplaces, como o Magalu. Dessa forma, sabemos que esses tipos de canais de vendas online são conhecidos como e-commerce.

No entanto, a cada dia que passa, os consumidores estão optando por realizar as compras online não pelos computadores, e sim pelos tablets, smartphones e outros dispositivos eletrônicos. Essa nova forma de fazer compras online está crescendo cada vez mais entre os consumidores e é fundamental que você fique por dentro desse novo modelo de comércio.

Por isso, pensando em você, preparamos este artigo para esclarecer o que é m-commerce, mostrar como está o panorama no Brasil e quais as vantagens em se adaptar ao comércio mobile, além de destacar como montar uma boa estratégia pra m-commerce. Confira a leitura!

O que é m-commerce?

É a modalidade de comércio eletrônico na qual as compras e vendas online são feitas por meio de aparelhos móveis, como smartphones e tablets. Nesse tipo de comércio, as transações podem realizadas em sites adaptados aos aparelhos eletrônicos, por aplicativos próprios ou até mesmo nas lojas virtuais criadas nos perfis das empresas em redes sociais.

O comércio mobile é uma nova tendência que surgiu a partir das novas práticas de consumo dos consumidores. Antigamente, a gente tinha que ir presencialmente às lojas físicas; depois, começamos a comprar online pelos computadores… Hoje em dia, utilizamos os celulares pra realizar compras. Dessa forma, percebemos que o m-commerce surgiu com a evolução do cliente.

Qual é o panorama do m-commerce no Brasil?

O crescimento do comércio eletrônico tem aumentado cada vez no Brasil. E isso fica cada vez nítido quando analisamos os dados relacionados ao m-commerce. Segundo relatório sobre o comércio eletrônico feito em 2019 pela Nuvemshop, no ano de 2018, as compras realizadas por celulares foram 53,8%. Já a porcentagem das compras feitas por computadores foi de 46,2%.

Outra pesquisa realizada em julho de 2018 pelo Serviço de Proteção de Crédito (SPC) mostra que 48% dos brasileiros, quando vão comprar online, utilizam smartphones. Sabendo do potencial do m-commerce, muitas empresas estão criando novas estratégias pra não sofrerem o risco de ficarem pra trás no mercado de consumo mobile.

Quais são as vantagens de ter uma loja virtual responsiva?

O motivo dos compradores estarem preferindo comprar por meio dos dispositivos móveis está totalmente ligado a diversas vantagens que o m-commerce apresenta. Confira alguns benefícios a seguir!

Atrai diversos usuários

O modelo e-commerce, que é o comércio eletrônico relacionado a compras online e varejo, por causa de seu alcance ilimitado, sempre teve facilidade de atrair novos consumidores. No entanto, o modelo m-commerce, com os celulares sendo um ponto fundamental na rotina dos consumidores, facilita a navegação via smartphones, e passa a ser algo obrigatório para as empresas.

Uma das principais formas de os consumidores encontrarem seu negócio é por meio de pesquisas feitas via m-commerce. Além disso, a segmentação de anúncios é importantíssima pra conseguir clientes em potencial, pois chegam nas redes sociais dos usuários.

Melhor experiência do usuário

Atualmente, a maioria dos consumidores está habituada com o funcionamento dos tablets e smartphones, sabendo como encontrar os produtos e serviços pretendidos com poucos cliques. Além do mais, o m-commerce simplifica a troca de informações entre amigos quando compram produtos, podendo fazer as devidas avaliações.

Mas, pra alcançar bons resultados com a loja virtual responsiva, é essencial que o aplicativo móvel seja interativo, conveniente, exclusivo e rápido.

Novo canal de marketing

Com a utilização de aplicativos móveis, é possível vender seus produtos aos clientes de forma muito mais rápida. Ou seja, um aplicativo construído corretamente agrega diversas funcionalidades, desde feed de notícias até pesquisas, preços, etc., como um e-commerce. Porém, é adaptado pra ajudar a navegação e uso em celulares.

A utilização de recursos, como as notificações enviadas por aplicativo, deixa ainda mais fácil a interação com clientes. Afinal, é possível divulgar os descontos, ofertas, além de avisar sobre seus produtos e serviços.

Auxilio nas vendas de varejo tradicional

Um dos principais benefícios do m-commerce é o fato dele conseguir dar suporte nas vendas no varejo tradicional. Ele pode auxiliar no quesito do marketing e até mesmo na exposição de produtos que não têm espaço no estoque físico do estabelecimento.

Cresceu significativamente o número e compradores online com a pandemia de Covid-19 e, pra não fecharem as portas, muitas empresas aderiram ao e-commerce. Desse modo, as lojas que já tinham um aplicativo móvel obtiveram ampla vantagem. Com a ajuda de serviços de entrega, conseguiram manter e até aumentar as suas vendas.

Rastreamento de encomendas

Um excelente diferencial disponibilizado por empresas de transporte e entrega de produtos é o rastreamento de encomendas, pois proporciona ao usuário acompanhar o processo de envio e entrega do produto adquirido.

Como montar uma boa estratégia para m-commerce?

É essencial entender como funciona a experiência do consumidor no meio mobile. Assim, você pode elaborar um plano para o seu negócio. Veja a seguir como montar uma boa estratégia pra m-commerce!

Funil de vendas

Muitas vezes, as versões mobile ou os aplicativos são abertos pelos consumidores por impulso. Entretanto, muitos abandonam o carrinho em seguida. Isso pode acontecer por diversos motivos, como:

  • entrega demorada;
  • preço elevado;
  • não ter a forma de pagamento esperada;
  • valor mínimo pra frete grátis.

Contudo, o fato do cliente não estar no fundo do funil é uma das maiores causas que faz ele abandonar o carrinho. Isso significa que o consumidor pode estar apenas pesquisando os preços e lendo os comentários de outros clientes.

Mas isso pode ser mudado com personas definidas, adequação dos anúncios e a criação de conteúdos otimizados, visando cada etapa do funil. Porém, pra fazer isso, é necessário saber quem é o seu público-alvo e conhecer a persona do seu negócio.

Nesse sentido, existem algumas ferramentas que permitem que você controle de onde veio o seu tráfego, trazendo dados pertinentes sobre o seu cliente, como o Google Analytics.

Estruture o menu de cadastro

Ao escolher fazer uma compra online, certamente, o usuário deseja facilidade e segurança, até mesmo por ser uma decisão que foca no conforto em muitas situações. Desse modo, são normais os cadastros em sites m-commerce. Só que muitas perguntas relacionadas aos dados podem passar insegurança ao usuário, causando, assim, a desistência em comprar.

Não se esqueça de que pra realizar uma compra pela internet o cliente busca praticidade, com a opção de trocar de site facilmente, caso o formulário seja muito exigente e complexo.

Adeque o preço e as formas de pagamento

Muitos empreendedores pensam que o preço do produto ou serviço é o maior fator pra uma compra online. Não deixa de ser verdade, porém, existem diversos outros pontos que o cliente analisa antes de fazer a sua escolha.

Podemos citar fretes caros, que muitas vezes fazem com que o valor da compra seja maior, ocasionando o abandono do carrinho. Outro aspecto importante é a ausência de meios de pagamento. Afinal de contas, enquanto alguns clientes preferem gerar boletos, outros só compram com o cartão de crédito.

Caso o seu m-commerce não esteja de acordo com esses quesitos, você tem grandes chances de estar perdendo boas oportunidades de vender muito mais. Então, é importante prestar atenção nas dicas a seguir.

Diversifique os meios de pagamento

Com os diferentes meios de pagamento no seu site m-commerce, o seu negócio consegue atender a uma quantidade bem maior de consumidores. Ou seja, quanto mais opções você disponibilizar, maiores são as chances de trazer clientes de diferentes tipos e nichos econômicos e sociais.

Essa diversificação nos meios de pagamento favorece o seu fluxo de caixa, porque as vendas passam a aumentar mais, além de influenciar a satisfação do usuário, que tem mais alternativas ao adquirir um produto ou serviço.

Verifique o frete

Com certeza, você já desistiu de comprar algo na internet pelo fato do frete ser muito caro. Para isso não ocorrer com os seus clientes, é possível usar algumas estratégias, como:

  • ter um sistema de entrega próprio;
  • utilizar no preço da mercadoria o frete incluso parcial ou total;
  • fazer parcerias com transportadoras.

Verifique o preço

Um dos principais benefícios nas compras online é o preço. Além disso, boa parte dos consumidores acredita que, ao optar pela compra online, vai adquirir produtos mais baratos — e, em muitos casos, não é mentira!

Uma ótima opção pra atender o seu cliente na busca por um preço mais baixo é fazer o benchmarking, que é basicamente a avaliação dos produtos dos seus concorrentes.

Também é importante ter em mente que entrar em uma disputa de preços não é o ideal. No caso do seu produto ou serviço ser superior, não há necessidade de ter o mesmo valor. É melhor ter um equilíbrio entre o preço da mercadoria e o valor gerado ao usuário.

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado você e entender a importância de se adaptar ao m-commerce. Como deu pra ver, essa nova tendência veio com tudo, e veio pra ficar. Por isso, pensando em melhores resultados na venda de produtos ou serviços do seu negócio, vale a pena montar uma boa estratégia de adaptação ao comércio mobile.

Gostou de saber o que é m-commerce e por que se adaptar ao comércio mobile? Então, compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a também dominarem o assunto!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa