ecommerce marketing

Quer saber como fazer marketing para seu e-commerce? Veja aqui!

Que as lojas online são oportunidades pra ampliar o seu negócio você já deve imaginar, né? Mas é bom entender também que os produtos não vão se vender sozinhos só porque estão na internet. É importante investir em marketing de e-commerce pra arrasar nas vendas.

O marketing pra e-commerce serve pra promover a sua marca. Assim, é possível atrair mais gente até sua loja virtual e converter esses visitantes em compradores. Gostou da ideia e quer saber como fazer isso? Então, não deixe de ler este artigo que a gente preparou sobre o assunto!

Por que investir em marketing pra e-commerce?

Porque é isso que garante que o seu comércio eletrônico seja encontrado pelas pessoas. Simples assim!

Um bom trabalho de marketing digital garante uma presença online forte, melhora o alcance das ações, dá visibilidade à loja e até gera uma aproximação com os clientes. Já vamos explicar essas vantagens do marketing pra e-commerce. Veja!

Alcance

Um dos maiores benefícios do e-commerce é a ausência de barreiras geográficas. É possível fazer negócios com o Brasil inteiro sem precisar investir em Pontos de Vendas (PDVs) em regiões estratégicas.

O problema é que não dá pra aproveitar todo esse potencial sem investir em divulgação. Com o marketing pra e-commerce, dá pra alcançar mais pessoas e aumentar o raio de atuação da loja.

Visibilidade

As campanhas de marketing ampliam a visibilidade do seu e-commerce. Assim, todas as vezes que o consumidor procurar por algum produto que você vende, ele verá a sua marca.

Essa exposição é importante pra deixar o negócio mais conhecido, sabe? Dá uma fortalecida legal na imagem da loja e contribui pras conversões. Aí é possível competir em pé de igualdade com gigantes do mercado.

Proximidade com os clientes

Muito mais que vender, o marketing ajuda a conhecer melhor o consumidor pra desenvolver uma comunicação personalizada. Ou seja, a estratégia tem tudo a ver com relacionamento.

Essa proximidade é interessante pra fidelizar e conquistar defensores da marca. Assim, você terá clientes que fazem compras frequentes, recomendam a loja pra conhecidos e até advogam em favor do seu negócio em situações de crise.

Como fazer marketing pra e-commerce na prática?

Anota aí: o ideal é começar com um bom planejamento, combinado? Até porque, antes de investir pesado em divulgação, é importante entender o comportamento de compra dos usuários, definir objetivos, estabelecer metas e por aí vai.

Depois de delinear tudo isso, fica fácil enxergar quais são as estratégias necessárias na busca dos resultados esperados. Aí sim, já dá pra seguir com ações práticas. Confira agora algumas táticas interessantes de atração, conversão e fidelização de clientes.

Mantenha contato pelas redes sociais

Conversar com os consumidores nas redes sociais é uma forma de interagir de maneira descontraída e próxima, sabe? É como se fosse uma troca de mensagens entre amigos. Com a tecnologia 5G despontando como uma das tendências de e-commerce, essa comunicação vai ficar ainda mais prática.

Mas nada de bombardear os seguidores com ofertas do tipo folheto de supermercado, viu? As vendas por esses canais precisam estar contextualizadas aos interesses dos clientes. Se você comercializa móveis, por exemplo, pode mostrar uma pessoa curtindo um filme deitada no sofá. Continua sendo um apelo de venda, porém sutil, percebe?

Outra coisa: não é necessário marcar presença em tudo quanto é rede. O importante é interagir com o consumidor pelos canais que ele usa e gosta. Se o seu público não curte o Twitter, por exemplo, não existem motivos pra investir nesse canal.

Otimize as páginas com SEO

Quando pesquisam por um produto no Google — ou algum conteúdo relacionado a esse item —, muitas pessoas costumam entrar nos primeiros links exibidos nos resultados, certo? Os seus clientes também fazem isso. Então, pra atrair mais gente pra loja e converter, o ideal é garantir um bom posicionamento nos resultados de busca.

Esse é o objetivo do Search Engine Optimization (SEO) — traduzido para o português, “otimização para os motores de busca”. O termo se refere a um conjunto de técnicas aplicadas em todas as páginas da loja para que ela seja exibida em posições melhores nos mecanismos de busca, sem precisar pagar nada. Conheça alguns pontos importantes:

  • URL: esse é o endereço de cada página. O ideal é que tenha uma palavra-chave relacionada ao produto nesse campo e não aquela sequência interminável de números sem sentido;
  • título e meta description: nos resultados de busca, são exibidos o título e uma breve descrição do que será encontrado na página. Aqui a palavra-chave também é determinante para o rankeamento;
  • uso correto da palavra-chave: se o endereço mostra um sapato, a palavra-chave não pode ser “lençol”, por exemplo;
  • estrutura da informação: categorias e subcategorias que facilitam a procura por produtos dentro do site. Se a sua loja comercializa peças de vestuário, por exemplo, pode conter um menu com tipo de roupa (como calças, camisa e vestido) cores, tamanho, tecido etc.;
  • velocidade de carregamento: os clientes não têm muita paciência com sites que demoram pra carregar. Os motores de busca penalizam e-commerces com esse problema;
  • responsividade: sites fáceis de navegar e que se adaptam a todos os dispositivos costumam conquistar melhores classificações;
  • links internos: são aquelas sugestões de compras de itens relacionados que sempre aparecem no final das páginas dos produtos, sabe? Direcionar o visitante a outras páginas da mesma loja ajuda o site a subir de posição.

Além das páginas de vendas do e-commerce, também vale a pena criar um blog pra compartilhar informações úteis com o público. Isso gera autoridade para o e-commerce, ajuda na captura de leads (clientes em potencial) e até nas conversões. 

E não se desespere se nada mudar logo de cara, viu? Sua loja pode demorar mais de três meses pra subir de posição após aplicar as técnicas de SEO.

Aposte no e-mail marketing

O e-mail marketing é uma boa estratégia pra nutrir o relacionamento com o cliente e até recuperar aquelas ovelhas desgarradas. Dá pra enviar mensagem de boas-vindas após a primeira compra, um recadinho de “sentimos sua falta” quando a pessoa fica meses sem dar as caras, anunciar o lançamento de produtos, divulgar ofertas especiais, dar parabéns no dia do aniversário e assim por diante.

O importante é personalizar a comunicação e enviar conteúdos úteis de verdade. Mas é bom ter cuidado com a frequência dos disparos. O excesso de mensagens pode ser um incômodo!

E nada de comprar mailing, combinado? Essas listas prontas de e-mail costumam ter um monte de contatos que não tem nada ver com o seu público. Com isso, as mensagens podem ser classificadas como spam. A recomendação é construir a sua própria base com clientes reais.

Encante o cliente

Gerar encantamento é o segredo pra conquistar a confiança do consumidor e fidelizar. Pra conseguir isso, vale enviar algumas surpresinhas com o pedido. E não precisa ser nada de outro mundo não, viu?

Um bilhete escrito à mão pra agradecer a compra, um cartão personalizado, alguns adesivos, balas ou chocolates e amostras de outros produtos podem fazer a alegria do comprador. Os mimos são expressões de carinho e dão uma sensação de proximidade, sabe? Isso faz com que o cliente se sinta especial.

Investir em marketing pra e-commerce é fundamental se você quer dar visibilidade à sua loja virtual, atrair mais pessoas pra a página de vendas e converter leads em clientes. Mas se lembre de planejar tudo direitinho. O trabalho de divulgação precisa ter um propósito claro para que todas as ações sejam direcionadas ao alcance dos objetivos. 

E aí, gostou do nosso conteúdo? Então, compartilhe este post nas redes sociais e ajude seus contatos a alavancarem as vendas na internet.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa