melhores marketplaces

[INFOGRÁFICO] Melhores marketplaces: como escolher em qual trabalhar?

O e-commerce tem ganhado força nos últimos anos, deixando bem claro que as relações de compra e venda de produtos estão em uma nova era. Pra aumentar a rentabilidade do negócio e o alcance da marca, varejistas experientes diversificam canais de venda, apostando em lojas próprias e em plataformas especializadas. É aí que surge a dúvida: como escolher os melhores marketplaces pra trabalhar?

Existem milhares de marketplaces no Brasil. Como cada um deles tem particularidades, regras de negócio, logística, taxas de comissão, categorias e público-alvo principal. É essencial avaliar bem alguns aspectos antes de tomar essa importante decisão.

Foi por isso que elaboramos este post! Por aqui, você vai saber quais são as vantagens desse modo de venda, o que levar em conta na hora de escolher a plataforma e por que o Magazine Luiza está entre os melhores marketplaces do país. Vamos lá?

Quais são as vantagens de vender em marketplace?

Os marketplaces são plataformas de vendas especializadas, que agrupam no mesmo site uma enorme quantidade de vendedores, que anunciam seus produtos em variadas categorias. É igualzinho a um shopping, só que virtual.

Inúmeras pessoas circulam dentro de shoppings tradicionais, todos os dias, certo? Muitas delas frequentam esses estabelecimentos porque podem resolver todos os seus problemas num lugar só, enquanto outras vão procurar itens ou serviços específicos.

Nos dois casos, as facilidades para o consumidor são bastante claras, já que, geralmente, ele encontra mais de uma loja do mesmo setor para comparar os produtos. Para o lojista, é justamente o grande número de pessoas circulando no lugar o que aumenta as possibilidades de esses consumidores se tornarem clientes reais.

Tal como ter um ponto em um shopping, aí está a primeira grande vantagem de vender por meio dos marketplaces: essas plataformas são visitadas por milhões de usuários na internet, todos os dias. Acontece que há uma diferença significativa entre ter uma loja física em um shopping e vender de modo similar, mas no ambiente virtual: o baixo investimento.

E essa é a segunda grande vantagem de vender por marketplaces, tanto pra quem já é experiente nas transações online quanto pra quem quer entrar no e-commerce. Mas não acabou, não. Conheça outras boas vantagens:

  • baixo custo com hospedagem, manutenção online e divulgação de produtos;
  • maior visibilidade e alcance da marca;
  • diversificação de públicos;
  • crescimento no mercado de nicho;
  • elevação da quantidade de vendas;
  • aumento no volume de dados de indicadores de performance do negócio (KPIs).

O que levar em consideração na hora de escolher?

Pois é, mas com tantos marketplaces oferecendo todas essas vantagens aos lojistas, como escolher os melhores pra iniciar uma parceria? A gente separou alguns pontos bem importantes pra levar em conta nessa hora, veja só.

Analise o nicho de mercado

Não adianta você querer entrar para um marketplace que não tenha uma categoria de vendas para os itens que produz, concorda? Como a gente já disse lá no início do post, existem milhares de plataformas no país, diversas delas são bem específicas, abrangendo apenas vestuário, alimentos ou peças automobilísticas, por exemplo.

Outras são mais generalizadas, concentrando uma enorme variedade de categorias. Verifique quais dessas plataformas estão de acordo com o seu nicho e faça a escolha por aí.

Confira o suporte e o atendimento

Você não vai precisar se preocupar com a gestão da sua loja, já que, nas plataformas, isso é feito pelo operador do marketplace. Porém, é claro que problemas podem surgir, e ter um bom suporte pra quando algo acontecer faz toda a diferença, né?

Os melhores marketplaces disponibilizam inúmeros canais de atendimento ao lojista, como e-mail, telefone, chat, redes sociais e uma página de FAQ (perguntas frequentes). Além disso, a resposta à solicitação deve ser rápida e eficiente. Esses detalhes dão segurança aos lojistas, que podem ficar tranquilos quanto à solução dos seus problemas.

Tenha atenção à reputação do marketplace

Aqui, duas coisas bem importantes: saber quais são os marketplaces em que o consumidor mais confia para fazer suas compras online e saber quais têm a mesma confiança dos lojistas que anunciam por lá.

Então, sempre dê atenção ao que os vendedores falam sobre a sua própria experiência como parceiros no marketplace. Isso vai evitar uma porção de dores de cabeça para você no futuro.

Avalie a tecnologia da plataforma

Um marketplace deve oferecer uma ótima experiência para o consumidor, sendo rápido, descomplicado e intuitivo. Também deve ser responsivo, se adaptando bem a qualquer dispositivo eletrônico utilizado pelo usuário, levando-o facilmente à finalização da compra.

Concorda que, em uma plataforma assim, as chances de perder vendas por falhas no sistema que deixam o site travado ou fora do ar são muito (mas muito) menores? Então, verifique a estabilidade e todas essas características — são elas que proporcionam uma boa navegação para o consumidor.

Veja como é a logística

Pode ter certeza de que, se o marketplace garante o prazo de entrega estipulado e tem uma logística bem ágil, a tendência é que os clientes retornem e façam novas compras. Simplesmente porque esse é um fator importantíssimo para a boa experiência do consumidor e um dos quesitos mais lembrados na hora de os clientes avaliarem as lojas após a sua compra.

Conheça as taxas de serviços

Existe uma forma de investir no marketplace: repassando comissão por venda efetuada. Não há uma taxa fixa para a parceria, e o valor é variável de plataforma para plataforma (no geral, fica entre 10% e 20%). E note um detalhe importante: a comissão também é diferente para cada categoria de produto. Então, quem atua no setor de eletrônicos repassa uma taxa, quem atua no de cosméticos, outra, e assim por diante.

Faça as contas e veja como esses valores vão impactar o seu negócio. Caso sejam muito altos, não vai dar pra fazer tantas promoções nos produtos. Por outro lado, lembre-se sempre de fazer uma avaliação por custo-benefício, levando em consideração todos os pontos que levantamos aqui.

Quais são os diferenciais do Magazine Luiza?

Rá! Chegou o momento de saber por que o Magazine Luiza está entre os melhores marketplaces do Brasil. Pra começo de conversa, somos pioneiros do e-commerce no país, o que significa que já temos uma longa caminhada pelo setor e uma bagagem bem pesada de experiências na área.

Somos o marketplace que mais cresce por aqui, já que sempre investimos em transformações digitais desde o começo de nossa história. Além disso, temos uma ampla variedade de categorias de produtos, o que aumenta o nosso alcance em diversos segmentos do mercado.

Um dos nossos atrativos é o Magalu Entregas, já ouviu falar? Esse é o sistema que permite que o lojista só se preocupe em vender, já que a entrega do seu produto é com a gente. O serviço é gratuito! Isso mesmo que você leu: você não paga pelo frete, apenas a comissão pela venda do produto.

Mas tem uma coisa que faz a gente ser bastante especial: a confiança do consumidor brasileiro. Nossas lojas físicas já são bem tradicionais, e essa reputação já se expandiu para o ambiente virtual — o nosso marketplace recebe 35 milhões de acessos únicos. Aliás, o seu produto anunciado no marketplace vai ficar disponível para venda em nossas lojas físicas também!

É ou não é uma montanha de vantagem em vender com a gente? Agora que já sabe como escolher uma plataforma e viu que o Magalu está entre os melhores marketplaces do país, o que está esperando pra se juntar a nós?

Marketplace

Acesse o nosso site, saiba como cadastrar a sua loja no Magalu Marketplace e seja um parceiro!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa