Entenda os impactos do Pix no e-commerce

Afinal de contas, qual será o resultado do Pix no e-commerce brasileiro? Essa é, sem dúvidas, a pergunta do momento. O novo método de pagamento disponibilizado pelo Banco Central para pessoas físicas e jurídicas ainda gera vários questionamentos.

Muita gente já entendeu, por exemplo, que ele é instantâneo — isto é, o dinheiro pago ou transferido é compensado no mesmo minuto —, que não há limite mínimo ou máximo de transações por dia e que seu custo é muito baixo.

Porém, quem tem um negócio, principalmente uma loja virtual em um marketplace, fica se perguntando sobre que tipo de impacto o serviço vai trazer e como ele pode transformar a relação com os clientes.

Foi pensando nisso que o time do Magalu preparou este post, que vai mostrar em primeira mão os benefícios do Pix no e-commerce. Acompanhe e fique por dentro!

Atração de novos clientes

Pra começar, o Pix vai proporcionar a chance de atrair novos clientes para o seu negócio — e isso não é exagero. Basta pensar o seguinte: apesar da divulgação do serviço e das suas vantagens, muitas lojas virtuais vão seguir sem adotá-lo.

O seu e-commerce ou marketplace parceiro sai na frente ao oferecer ao consumidor a possibilidade de pagar usando Pix. Inclusive, quem é parceiro do Magalu Marketplace sabe bem que vender com o Pix já é uma realidade. 

E se você quer se convencer ainda mais das vantagens da novidade, veja este dado de uma recente matéria publicada pela Folha de São Paulo: até o dia 3 de dezembro de 2020, mais de 40 milhões de usuários já tinham sido identificados no sistema do Pix pelo Banco Central.

Como se isso não fosse o bastante, uma pesquisa do Ibope publicada na IstoÉ Dinheiro destacou que, para 45% das pessoas que aderiram ao Pix, ele será usado justamente como a principal forma de pagamento no comércio.

Melhora do fluxo de caixa e dos processos de logística e estoque

No formato tradicional de pagamento, o cliente paga suas compras no débito, crédito ou boleto. Porém, a compensação dessas alternativas não é imediata, podendo levar de dois dias a um mês.

Portanto, mesmo que você atue com repasse semanal da carteira digital do negócio para a sua conta — isto é, recebendo o saldo disponível das vendas a cada sete dias —, há chances de um determinado valor não cair no intervalo de tempo esperado.

Com isso, o fluxo de caixa pode acabar com mais saídas do que entradas, já que os acordos com fornecedores e transportadoras, por exemplo, precisam ser honrados em dia. Do contrário, fica difícil evitar dores de cabeça com cobranças e, inclusive, a necessidade de recorrer a linhas de crédito pra arcar com essas contas.

Agora, com a chegada do Pix no e-commerce, há uma melhora nítida no fluxo de caixa, tanto da sua loja quanto do seu parceiro de marketplace. Isso porque, por mais que algumas pessoas continuem pagando por meio do crédito, débito e/ou boleto, haverá cada vez mais transações feitas no novo modelo — que, como já mencionamos, tem compensação instantânea.

Com o Pix, o sistema já reconhece o valor recebido, e isso permite que você adiante as outras etapas da venda e entrega do produto adquirido pelo cliente — que, geralmente, ficam pausadas à espera da compensação. Dessa forma, além de a logística do negócio ser otimizada e agilizada, você renova mais rapidamente o seu estoque, algo importante para quem vende itens perecíveis de saúde, alimentação, cuidados pessoais, pet shop etc.

Tudo isso acaba levando a um processo mais rápido de recebimento do saldo, o que, por sua vez, garante que você terá frequentemente uma boa quantia para o repasse a ser feito do marketplace para a sua conta. Ou seja, o fluxo de caixa do seu negócio fica, enfim, com um maior volume de entradas pra cobrir suas despesas, como as contas dos parceiros comerciais.

Aprimoramento da estratégia omnichannel

Outro efeito do Pix no e-commerce é que você pode aproveitar o crescimento do seu negócio para aprimorar a sua estratégia omnichannel. Essa estratégia consiste em ficar presente em diversos canais, que estão corretamente integrados, pra que você possa atrair e acompanhar clientes com mais facilidade.

Uma boa forma de investir nisso é contar, por exemplo, com um canal de vendas online (o seu marketplace parceiro), um serviço de atendimento ao cliente por chat, um contato de WhatsApp e telefone para esclarecimento sobre transações com o Pix, uma boa presença nas redes sociais e um ponto físico para solução de problemas, trocas e devoluções de mercadorias. O guia do e-commerce do blog do Magalu te ajuda a planejar tudo isso.

Diminuição dos custos com transações

Se você faz pagamentos via TED ou DOC para os serviços contratados pelo seu negócio, sabe que isso é uma despesa extra. Mesmo que não exista taxa para transações dentro da mesma instituição bancária, muitas vezes, há gastos com transferências para outros bancos.

Para completar, cada forma de agendamento ou pagamento — que pode ser por caixa eletrônico, internet banking ou mesmo presencialmente na agência — tem um custo diferente. No entanto, com o Pix, a situação muda e você tem a chance de reduzir os gastos e poupar um bom dinheiro em longo prazo!

A questão é que, com o Pix, quando você paga algo (ou seja, quando você é cliente), não há tarifa para a transação. A taxa é cobrada apenas de quem recebe o valor (caso seja uma empresa) e, ainda, esse custo é muito baixo se comparado ao de outros meios de pagamento.

E para você que é nosso parceiro, o repasse do valor pago via Pix é liberado no mesmo dia após a aprovação do pagamento (D+0). Lembrando que o valor da compra sempre será repassado à vista, ou seja, em parcela única.

Vale pontuar ainda que, para que o pedido seja repassado, ele necessariamente precisa estar desbloqueado de acordo com o fluxo de liberação do recebível, que está descrito em nossa FAQ (perguntas frequentes).

Como deu pra ver, o Pix no e-commerce é uma excelente oportunidade pra reduzir despesas e melhorar o fluxo de caixa do seu negócio. Além disso, ele abre as portas para que você melhore os seus serviços, alcance e fidelize novos clientes e construa novas estratégias que permitirão que seu e-commerce e marketplace parceiro cresçam no mercado e se tornem cada vai mais atrativos pros seus consumidores. Portanto, não abra mão de contar com esse serviço na sua loja virtual!

E então, gostou de conhecer os detalhes do Pix para o comércio eletrônico? Compartilhe o post do Magalu nas redes sociais e contribuia com informações que vão ajudar ainda mais pessoas que fazem vendas online!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa