vendas de natal no marketplace

Saiba como aumentar as vendas de Natal no marketplace!

Se você tem um negócio no varejo, sabe que um bom resultado das vendas sazonais faz toda a diferença no faturamento. A principal delas se repete a cada fim de ano. Sim, estamos falando sobre a tão aguardada época do bom velhinho. Hoje, especificamente, queremos dar algumas dicas imperdíveis pra você ampliar as vendas de Natal no marketplace.

Em um marketplace que oferece uma infraestrutura completa, sua loja adquire maior visibilidade, detalhe essencial pra aumentar as conversões e os resultados do seu negócio. Trata-se, então, de uma grande oportunidade de crescimento. Você não vai querer ficar de fora, vai?

Pra que as vendas de Natal no marketplace sejam um enorme sucesso, a aplicação das estratégias certas é um requisito básico. Selecionamos as principais delas pra você não perder mais tempo. Vamos lá! 

Pratique preços competitivos

Na esteira das expectativas do chamado consumidor 5.0, valorizar a experiência de compra em si é fundamental. Pra esse novo perfil comportamental, que veio pra ficar, a qualidade do produto e a marca continuam sendo importantes. No entanto, o preço, principalmente no Natal, jamais deve ser deixado em último plano.

Isso porque consumidores modernos, caracterizados pelo uso constante de sites e aplicativos, têm o hábito de vasculhar a internet em busca de melhores condições de compra. Geralmente, as pessoas pensam da seguinte forma: “O produto é excelente e de uma marca que eu gosto. Ótimo! Agora, só falta ver onde eu sou melhor atendido e ainda pago menos.”

Tenha em mente que a prática de preços competitivos em épocas disputadas não é sinônimo de vender a valores muito baixos. Pra acertar a mão, você precisa ficar de olho nas ofertas da concorrência e analisar o que pode fazer melhor.

Lembre-se de que preços atrativos elevam o fluxo de visitas da sua loja, deixando-a mais conhecida no mercado. Então, uma boa política de precificação em marketplace também serve como ferramenta de divulgação do negócio. 

Categorize os produtos

Bons sites e aplicativos são os que fazem com que seus usuários encontrem o que procuram rapidamente. No caso de marketplaces, a plataforma deve oferecer filtros adequados e de fácil utilização. Quanto menos dúvidas as pessoas tiverem sobre onde devem clicar, mais à vontade elas ficarão para continuar navegando.

Se der tudo certo, o processo é finalizado com a aquisição de algum item da sua loja. Porém, existe um ponto super importante pra que isso aconteça: a categorização dos produtos. O marketplace dá aquela força, mas você também precisa fazer sua parte.

Ao categorizar os itens disponíveis da maneira correta, eles aparecerão nos filtros de busca da plataforma. Assim, você tem a certeza de que sua loja será uma das opções. Claro, há outras ações que ajudam a convencer o consumidor a escolher o seu item, e não o do concorrente. Um ótimo exemplo é a personalização de produtos.

Capriche nas fotos dos produtos

Tanto a quantidade quanto a qualidade das imagens dos produtos influenciam diretamente na decisão de compra. Faça o teste. Com certeza, quando você está em busca de um novo sofá, por exemplo, a necessidade de vê-lo em variados ângulos é praticamente imediata.

O mesmo acontece com a maioria das pessoas. Mesmo com o conjunto de peculiaridades relativas ao público-alvo da sua loja, o contato visual com o objeto de compra é vital para chamar a atenção e, inclusive, torná-lo mais desejado.

Repare que pouco ou nada adianta praticar preços competitivos, visíveis no Google Shopping, se as fotos de divulgação forem poucas e de qualidade ruim — ou ambas as coisas. Por sinal, a união de boa precificação com imagens bonitas e variadas já é meio caminho andado até a conversão. 

Faça uma boa descrição dos produtos

Só imagens, por melhores que sejam, não bastam. Cada tipo de produto contém especificações que precisam ser repassadas aos futuros consumidores e clientes. Ficar atento a elas aumenta consideravelmente a chance de venda.

Se for um móvel, por exemplo, as medidas de altura, largura e comprimento, ao lado do tipo de material usado na fabricação, são detalhes obrigatórios. Já a comercialização de um computador deve ser acompanhada de uma ficha técnica extensa e o mais completa possível.

Nesse sentido, capacidade de armazenamento interno, potência de processamento e espaço da memória RAM são informações básicas. O ideal é que você também diga quais são as entradas disponíveis, além de detalhar o tipo de memória interna (HDD e SSD) e se há a possibilidade de expansão, por exemplo.

O segredo de uma boa descrição consiste em escrever frases curtas e objetivas e que respondam às perguntas certas. Mais uma vez, vale a pena dar uma conferida na concorrência, para entender quais aspectos relevantes deixam de ser comentados.

Outra dica é se colocar no lugar dos seus clientes. Se você estivesse em busca de determinado produto, o que gostaria de saber sobre ele? Quais informações seriam decisivas para fechar o pedido? A descrição deve ser feita pra dialogar com as pessoas e, assim, sanar essas e outras dúvidas.

Conquiste elogios dos clientes

Ter um bom volume de avaliações positivas é outro fator que impacta bastante na escolha de uma loja virtual. Depois de verificar o preço e as condições de parcelamento, ver as fotos e ler a descrição do produto, ainda resta conferir os comentários de outros consumidores.

Muitas vezes, o cliente está decidido a fechar negócio, mas desiste quando não consegue comparar suas impressões iniciais com a opinião de outras pessoas. Diante de um item idêntico e com preço parecido, a tendência é adquiri-lo no lugar aparentemente mais frequentado e, é claro, bem avaliado.

Desse modo, conquistar elogios se torna uma estratégia determinante para que, aos poucos, sua loja eleve a credibilidade dela no mercado. No começo, contar com, pelo menos, uma avaliação satisfatória já ajuda. Portanto, mantenha uma boa relação com sua audiência, prestando um atendimento ao cliente impecável do pré ao pós-venda.

Ao tomar todos esses cuidados, ganhar a confiança do consumidor e fidelizar um número cada vez maior de clientes é só questão de tempo. Por fim, lembre-se de que o sucesso das vendas de Natal no marketplace também depende dos diferenciais que a plataforma oferece a seus parceiros lojistas.

Pensando nisso, continue no blog do Magalu e saiba agora como escolher o marketplace ideal pra alavancar seu negócio no mundo digital!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa